Home»Destaque na Home»Apreensões de drogas é resultado de trabalho comunitário

Apreensões de drogas é resultado de trabalho comunitário

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Três apreensões de drogas foram feita na primeira semana de aula. Para o capitão da PM Eduardo Jorge Marques, mais que mostrar a realidade do aliciamento do tráfico a jovens vulneráveis, as apreensões apontam para o resultado de um trabalho que vem sendo desenvolvido ao longo do último ano com as equipes da Ronda Escolar.

O trabalho comunitário de aproximação com a comunidade escolar foi intensificado com palestras nas escolas. Além do serviço de ronda nas imediações das escolas que é feito durante todo o ano letivo. O capitão conta que nas palestras e visita às escolas, os policiais acabam recebendo informações e quando vão checar, encontram as drogas.

Na sexta-feira pela manhã (9), uma denúncia anônima levou os policiais militares Eduardo e Roberta até um adolescente com drogas dentro de uma escola pública, na Zona Norte. Os policiais da Ronda Escolar foram informados que um dos alunos, de 15 anos, estaria traficando dentro da escola durante o intervalo. Com o aluno, os policiais encontraram R$ 560. O total da quantia confirmou a suspeita de tráfico e os policiais continuaram a revistar as dependências da escola, onde localizaram 10 pinos com substância aparentando ser cocaína e 13 porções aparentando ser maconha. Aos policiais o jovem contou que o dinheiro era resultante da venda de drogas, mas que pratica o ato infracional fora do ambiente escolar. Referente às drogas que estavam escondidas nos muros, o aluno negou que fosse dele. O delegado Alessandro Serrano Morcillo liberou o adolescente aos cuidados do pai após o registro da ocorrência.

Capitão Marques
Capitão Marques

Na noite de quinta-feira (8), os policiais Alberto e Caroline localizaram 25 gramas de maconha dentro da mochila de um estudante de escola pública, também na Zona Norte. Ele foi localizado atrás da escola. O jovem de 19 anos disse que o dinheiro (R$ 152) não tinha relação com o tráfico e que havia comprado a droga, por R$ 10, na Praça do Parque Cidade Nova. O delegado Anderson Cassimiro de Lima registrou um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) por porte de entorpecente liberando o jovem em seguida.

Na tarde de segunda-feira (5), em outra escola da Zona Norte, os policiais Alberto e Caroline apreenderam uma porção de maconha dentro da sala de aula. Durante a conversa e revista às mochilas, os policiais localizaram a droga. O estudante de 14 anos disse que havia encontrado a porção na rua a caminho para a escola. Ele foi liberado na delegacia após a delegada Paula Casalli Dezzoti registrar o TCO.

Post anterior

II Concurso de Marchinhas tem oito músicas na disputa

Próximo post

Ricardo Rocha terá desafio internacional em março