Home»Cidade»Alguns ônibus circulam sem cobradores

Alguns ônibus circulam sem cobradores

Medida experimental foi adotada após queda na demanda em alguns horários

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

 

Há um mês, algumas linhas de ônibus do transporte coletivo urbano, serviço prestado pela Viação Santa Cruz, circulam sem a presença do cobrador da tarifa. A medida experimental foi adotada depois da verificação da redução da demanda no uso dos coletivos nos dias de semana, após as 19 horas; aos sábados, após as 14 horas; e aos domingos.

Segundo o diretor da Viação Santa Cruz, Paulo César Gomes, a experiência faz parte de pacotes de medidas programadas e que são de conhecimento da Prefeitura. “Não temos nenhuma previsão de que se estenda. E é bom deixar claro que não envolve a redução do quadro de funcionários”, argumentou. Isto porque, os cobradores são remanejados para outras funções.

Com a ausência do cobrador, cabe ao motorista do coletivo receber as tarifas, o que, de acordo com Gomes, não tem sido problema ou gerado algum tipo de atraso nos coletivos. Isto porque, a maioria dos usuários do transporte municipal faz uso do cartão da Viação Santa Cruz, ou seja, é pouca a circulação de dinheiro em espécie.

Ônibus Experiência Sem CobradorPor sua vez, o presidente do Sindicato dos Condutores de Mogi Guaçu e Região, Gessy Alves de Oliveira, atenta que, de fato, pesquisa apontou a redução da demanda à noite e aos fins de semana, mas teme que a medida ocasione desemprego. Na próxima semana, ele adiantou que discutirá o assunto com o secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli.

Já o secretário diz que a medida experimental está dentro das propostas apresentadas ao Comutran (Conselho Municipal de Trânsito) sob a condição de que não geraria desempregos. “O compromisso é de que estes profissionais seriam colocados em outras funções”, pontua.

Franceli frisa que não havendo prejuízo aos usuários e nem demissões não há o porquê de ser contrário à medida.

 

Post anterior

Hoje é dia do sorteio das 1.400 casas do Ypê Amarelo

Próximo post

Técnicas samurais no combate à violência