Home»Destaque na Home»Adolescente volta para Mogi Guaçu e confessa abusos do pai

Adolescente volta para Mogi Guaçu e confessa abusos do pai

Adolescente prestou novo depoimento

0
Shares
Pinterest WhatsApp

A adolescente de 15 anos, que durante 14 dias ficou desaparecida após fugir de casa no último dia 18 na companhia do pai Evanildo José da Silva, 49, está de volta a Mogi Guaçu. Na noite da última sexta-feira (30), a menina e o pai foram encontrados na cidade de Posse, no Estado de Goiás. Os dois foram encaminhados à delegacia local, onde Silva foi ouvido e chegou a ser preso por subtração de incapaz. No entanto, ele ficou preso por 24 horas e foi solto em seguida pelo juiz em uma audiência de custódia.

Já a adolescente ficou sob os cuidados do Conselho Tutelar e foi entregue a sua mãe no domingo (1º). As duas retornaram à cidade na segunda-feira (2).

A tia da adolescente Ana Lúcia Monteiro Fidelis de Oliveira, 35, falou à Gazeta que a volta da sobrinha gerou nela uma alegria e um alívio. “Eu temia que acontecesse alguma coisa mais séria com ela porque eu acho o Evanildo um louco, mas graças a Deus minha irmã encontrou ela bem”.

Ainda de acordo com Ana Lúcia, nesta semana, a sobrinha já foi ao psicólogo e acabou mudando de postura ao confessar para a mãe que ela e a irmã realmente eram abusadas pelo pai. “Finalmente ela se abriu e falou a verdade”. A tia da adolescente também falou que as últimas informações dão conta de que Evanildo estaria em Brasília. “Mas ele deve já estar em outro lugar, não sabemos o paradeiro dele”.

Ana Lúcia explicou que no dia em que pai e filha foram encontrados, a delegada titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), Juliana Belinatti Menardo, pediu a prisão temporária de Evanildo. No entanto, a Justiça negou o pedido alegando falta de provas. A tia da adolescente disse que nesta sexta-feira (6), a sobrinha prestou um novo depoimento e, com isso, a família espera que finalmente saia o pedido de prisão dele. Vale lembrar que Silva deixou a casa onde morava com a mulher e os quatro filhos do casal após sua filha mais velha, de 18 anos, o acusar de estupro. De acordo com ela, os abusos sexuais por parte do pai ocorreram durante seis anos. O drama da família aumentou quando foi constatado que a filha mais nova, de 15 anos, tinha ido embora junto com o pai.

Previous post

Desfile acontece neste sábado na Avenida dos Trabalhadores

Next post

Artigo: Bolsonaro e o ditador Pinochet