Home»Caderno C»Acimg: Após pausa, Rose Lucon volta a expor

Acimg: Após pausa, Rose Lucon volta a expor

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Depois de uma pausa de seis anos nas participações em exposições, a artista plástica Rosemary Bruneli Lucon, a Rose Lucon, retoma ao cenário. E em grande estilo. É a primeira a expor trabalho solo no recém-inaugurado “Espaço Cultural” da Acimg (Associação Comercial e Industrial de Mogi Guaçu), à Rua XV de Novembro, 60, Centro.

A mostra reúne trabalhos do acervo da artista plástica. Aliás, as 10 telas expostas foram selecionadas entre 50 obras. A exposição comprova que Rose Lucon caminha com propriedade do contemporâneo ao moderno. “Meu plano é fazer mais telas no estilo moderno, apesar de gostar do acadêmico, mas um moderno figurativo e não apenas o abstrato”, detalha.

exposicao associacao comercialCom quase 30 anos dedicados à pintura de telas, Rose tem muitos planos para 2019, ano que pretende retomar também com as aulas que realiza em sua casa. “Dei um tempo quando o meu neto nasceu e, agora, estou retornando”, comenta.

A artista plástica não esconde o quanto gosta de dar aulas de pintura em tela e o quanto está feliz em retomar a atividade. “Dou aulas para iniciantes, todos podem começar do zero. Já tive até alunas com indicação de aulas por conta de depressão e que conseguiram reduzir 70% dos medicamentos. É uma reunião gostosa, a gente se diverte, dá muitas risadas”, relata.

Nestes anos longe das aulas e das exposições, Rose continuou fazendo trabalhos sob encomenda, tarefa que segue desempenhando. O contato com a artista plástica pode ser feito pelo telefone 3861.6723.

 

SERVIÇO

Exposição de Telas

Com: Rose Lucon

Onde: Espaço Cultural da Acimg

Quando: até 31 de dezembro

Horário de visitação: de segunda a quinta-feira, das 9 às 18 horas e sextas-feiras até às 16h30.

Entrada: franca

exposicao associacao comercial

exposicao associacao comercial

exposicao associacao comercial

exposicao associacao comercial

Post anterior

Binho conquista terceiro lugar em Londrina

Próximo post

Geoprocessamento pode ajudar receita do município