Home»Cidade»Ação Fraternal: Grupo se une em prol da ajuda ao próximo

Ação Fraternal: Grupo se une em prol da ajuda ao próximo

Trabalho iniciado em fevereiro deste ano tem como primeira meta a reforma dos quartos da pediatria da Santa Casa

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A preocupação com os problemas da comunidade levou um grupo de amigos a mobilizar-se e refletir como e a quem ajudar. E assim surge a “Ação Fraternal” que tem como base a Paróquia de São José Operário, no Jardim Progresso, onde ocorrem as reuniões, sendo também espaço de algumas ações. Com apenas oito meses de trabalho, o “Ação Fraternal” conseguiu concluir a reforma de um quarto da Santa Casa de Misericórdia de Mogi Guaçu. A meta é reformar os nove quartos, além das salas de enfermagem e urgência.

O pároco Marcelo de Lima Cavalcante apoia a iniciativa, assim como os paroquianos que sempre contribuem com as ações solidárias. O apoio da comunidade encanta o grupo porque os fiéis sempre se mobilizam, contribuem e reconhecem a proposta do trabalho que visa à melhoria para a comunidade em geral. Afinal, os quartos da Santa Casa de Misericórdia de Mogi Guaçu atendem aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde). Assim, portanto, mantém-se um padrão de atendimento a todos atingindo a proposta da igualdade com aqueles que possuem planos de saúde.

santa casa acaoOrganizados, os integrantes do grupo elencaram os custos com a reforma do quarto, chegando ao total de R$ 35 mil por unidade. Com cálculos em mãos e uma meta na cabeça, o “Ação Fraternal” partiu para a parte prática do objetivo e deu início às atividades para arrecadar fundos: venda de pizzas, feijoada, baile, rifa de veículo e festa do sorvete. A primeira ação resultou na arrecadação de R$ 40 mil (lucro líquido), após a montagem e venda de 2 mil pizzas em seis horas de trabalho. “Tudo feito aqui, no salão paroquial”, conta o padre.

O valor possibilitou a reforma do primeiro quarto e as demais ações resultaram em valores suficientes para outros dois. “Somos um grupo eclético, sem fins políticos e com a finalidade de ajudar a comunidade”, pontua o médico André Luís Rovigatti. Foi ele quem apresentou ao grupo as necessidades da pediatria. Todavia, adianta que as ações não ficarão centradas à Santa Casa, pois concluída a meta atual, o “Ação Solidária” traçará novos objetivos.

O grupo fez questão de pontuar que a Santa Casa conta com verba de emenda parlamentar também destinada à reforma da pediatria. Ou seja, algo que vem a somar ao trabalho em andamento.   

santa casa acao padre marcelo

SANTO APOIO

Outros dois integrantes do grupo, Valmor Antonio dos Santos e Ricardo Valentim Nassa creditam o sucesso da empreitada ao apoio e engajamento do padre Marcelo. “Certamente, não conseguiríamos se não fossem a ajuda e o carisma dele”, pontua Nassa.

Agora, o grupo caminha para outra etapa que é nova ação que consiste na rifa de um automóvel usado (Fox 2004). “Esse carro foi comprado com o valor que adquirimos na feijoada, com a ideia de fazer este dinheiro multiplicar. Foi uma ação mais ousada”, admite Nassa. Cada número da rifa é vendido a R$ 10 e pode ser adquirido na secretaria da paróquia.

O sorteio será dia 9 de dezembro, na Igreja de São José Operário. Neste sábado (10), aliás, haverá ponto de venda no Big Bom da Avenida Bandeirantes, das 8 às 18 horas. No dia 17, no mesmo horário, o grupo estará no Big Bom do Centro.

Post anterior

Contas: Cidade tem mais de 43 mil inadimplentes

Próximo post

Atleta guaçuano é destaque de campeonato no Chile