Home»Cidade»13 dias após acidente fatal, obra recomeça

13 dias após acidente fatal, obra recomeça

Serviço retomado na terça-feira (27) deve ser parcialmente concluído nesta quinta-feira (29)

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Nesta quinta-feira (29) faz 15 dias da morte de Anderson Luís da Silva, 34, funcionário da Proguaçu S/A, que morreu soterrado em obra municipal realizada no Morro Amarelo. A obra foi retomada na terça-feira (27) e estava embargada pelo Ministério Público do Trabalho que exigiu o cumprimento de algumas medidas de segurança por parte da Prefeitura. O serviço na galeria de águas pluviais é da SOV (Secretaria de Obras e Viação).

A estimativa é de que a obra seja parcialmente concluída nesta quinta-feira (29). Isto porque, a pavimentação acontecerá depois de alguns dias de certificação de que acabaram os vazamentos. O responsável pela SOV, Salvador Franceli, explicou que alguns bairros da Zona Sul, entre os quais, Morro Amarelo, Itacolomy e Planalto Verde têm terreno argiloso aliado ao fato da má qualidade do material usado na tubulação de águas pluviais. “Esses tubos são de concreto e, inclusive, fora da norma. Mas, como é muito antigo, não dá nem pra saber quais eram as normas da época”, justifica.

retorno obras morro amareloCom os vazamentos, a terra solapou. O problema é observado em um trecho extenso que chega até a área do Parque Linear do Córrego dos Macacos. Franceli calcula que a galeria tenha cerca de 50 metros no trecho da Rua Vicentina Geraldo de Carvalho e igual metragem no outro trecho. Entre as medidas adotadas, segundo ele, estão o não acúmulo de terra ao lado da obra, sendo o material retirado e recolhido imediatamente.

Em relação à vala, Franceli relata ter feito uma abertura chanfrada a 45 graus, o que minimiza o risco de desabamento. Ele esclarece que o serviço conta com mão de obra da SOV e da Proguaçu. Depois de concluída a troca da tubulação, o local é aterrado e a pavimentação realizada após alguns dias. “Na quinta-feira (hoje) devemos terminar esta etapa e depois

fazer a outra rua até o córrego”, disse.

MORTE

Anderson trabalhava no trecho da obra à Rua Vicentina Geraldo de Carvalho, no Morro Amarelo, juntamente com outros operários. O acidente aconteceu na tarde do último dia 14. O operário foi soterrado e não resistiu aos ferimentos. morrendo ao dar entrada na Santa Casa de Misericórdia. Ele tinha três filhos, de 12 anos, três anos e três meses.

homem morre soterradoApós fiscalização do Ministério do Trabalho a obra foi embargada. Com isto, o serviço só poderia ser retomado após todas as medidas listadas serem adotadas pela Prefeitura. A fiscalização ocorreu na tarde do dia 16 pelo fiscal do trabalho e engenheiro de segurança do trabalho Antônio Carlos Avancini que esteve no local na companhia do diretor do Sindicato da Construção Civil e dos Ceramistas, Jair Silvestre.

Post anterior

ROMU localiza moto furtada no Jardim Novo II

Próximo post

Ambiente de lazer ou de problemas?