Home»Polícia»“Saidinha”: PM recaptura seis foragidos

“Saidinha”: PM recaptura seis foragidos

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Na madrugada de quinta-feira (18), os policiais militares Tonietti e Valter localizaram um foragido da penitenciária 1 de Hortolândia durante abordagens no Jardim Ypê I. O ajudante geral Mateus Henrique Aparecido, 26 anos, deveria ter retornado ao sistema penitenciário no dia anterior a prisão. Para evitar ser capturado, Mateus Aparecido disse que conseguiu arrancar a tornozeleira jogando-a na lagoa do Jardim São José.

Outra equipe da Força Tática prendeu um foragido também na madrugada de quinta. Os policiais Fontes, Ramalho, Montefusco e R.Silva suspeitaram de um homem que caminhava por uma rua do Jardim Ypê I. Ao realizarem abordagem e pesquisa do nome constataram que Julio Pereira da Silva Eleutério, 33 anos, era procurado por furto.

Um homem acusado de estupro em 2005 pela cidade de Sorocaba foi preso na terça-feira (16), em Estiva Gerbi. Uma denúncia feita ao Disque 190 da Polícia Militar indicou o endereço da uma residência onde haveria um homem que estaria sendo ‘procurado pela Justiça’.

Os policiais militares da Força Tática, Moreno, Eleutério e Ferraz, constataram que o pedreiro José Rita de Carvalho, 58 anos, tinha o benefício da saída temporária e deveria ter voltado logo após a Páscoa.

Na madrugada de quarta-feira (17), o ajudante geral Leandro Candido Inácio, 28 anos, foi detido e voltou ao sistema penitenciário. Os policiais militares Fonseca e André Luís patrulhavam a Vila Paraíso, quando perceberam a reação nervosa de Inácio. Ao consultar seus dados constatou-se que ele deveria ter retornado após conseguir o benefício da saída temporária do Dia das Mães era procurado.

Por volta das 12h30 os policiais Paulo e Arbeli da ROCAM (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) prenderam um fugitivo em Mogi Mirim. Enquanto patrulhavam a Vila Dias, os policiais souberam que em uma oficina mecânica haveria um ‘procurado’. No local, o proprietário se apresentou como Antônio, mas durante a conversa descobriu-se que era Moisés Custódio da Silva, 54 anos. Ele disse que ocultou o nome por saber que estava sendo procurado.

Post anterior

Zanco relata clima de tensão em Brasília

Próximo post

Ypê Amarelo: Anúncio de locação gera B.O.