Home»Caderno Multi»Love’s in the Air: Sonhos levados ao altar

Love’s in the Air: Sonhos levados ao altar

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O Dia dos Namorados está se aproximando e muitos casais estarão comemorando a data e, certamente, muitos planejando o casamento. Alguns sonham com uma cerimônia na praia ou no campo. Outros com uma chegada triunfal da noiva. E por aí vai! Mas difícil mesmo é o casal que coloca os planos em prática. Afinal, dá trabalho organizar uma cerimônia tão diferente. Isso sem contar nos comentário do tipo: será que vai dar certo?

A Gazeta falou com duas mulheres: Laís Aparecida Moretto e Fabiana Delfino, a Bia. Laís já realizou o sonho de chegar ao casamento com o seu cavalo, o Pioneiro. Uma carruagem trouxe a noiva ao encontro de Rodrigo Vicente Boró. E tudo saiu dentro do combinado. E melhor que o sonhado pelo casal.

Já Bia e Bruno Tozini se casarão em dezembro deste ano e na praia, como sempre desejou a noiva. Mas não será aqui, no Estado de São Paulo. O cenário escolhido para o casamento é Trancoso, na Bahia, distrito de Porto Seguro e conhecido pelas belezas naturais. Claro que organizar toda a cerimônia dá trabalho, apesar de a distância ser encurtada pelo uso das redes sociais.

Mas sonho é sonho e o casal está investindo nesta realização!

DESEJO DE INFÂNCIA

Noiva chega de carruagem à cerimônia

Sabe quando ainda na infância acontece a conversa com as amigas sobre a cerimônia de casamento? E cada uma delas fala uma coisa: casar na praia, chegar de motocicleta? Então, Laís Aparecida Moretto, 28 anos, sempre disse que chegaria a cavalo. O problema é que sempre tinha alguém para listar alguns empecilhos. Mas, depois de tanto sonhar, ela não poderia deixar de chegar ao local da cerimônia de outra forma. E assim foi! Laís chegou numa carruagem que foi puxada pelo próprio cavalo, o Pioneiro.

multi noiva laisÉ claro que nada disso teria acontecido se o noivo Rodrigo Vicente Boró, 34, não embarcasse nesta ideia com a noiva. E não foi nada difícil de fazê-lo investir no desejo de Laís. Afinal, assim como ela, Rodrigo adora cavalo e também tem um exemplar. Só que no dia da cerimônia, a chegada de carruagem foi exclusiva da noiva. E detalhe: foi uma surpresa para a maioria dos convidados. Com exceção dos noivos, pouquíssimas pessoas sabiam da ideia. Nem mesmo a mãe da noiva. Afinal, ela era uma daquelas pessoas que achava que o sonho poderia não dar certo.

“Toda vez em que eu falava para minha mãe que chegaria a cavalo, ela tocava o terror. Dizia que não daria certo, que o cavalo sairia correndo, enfim não achava uma boa ideia”, recorda Laís. E para ajudar, até mesmo a cerimonialista disse à noiva que seria melhor desistir. Depois de tantos contras, a noiva desistiu da ideia. Até que 20 dias antes da cerimônia, foi ofertada a Laís uma carruagem, porém faltava o cavalo. Pronto! Reacendeu o sonho. Os noivos foram ao haras em busca de um cavalo porque acreditavam que os animais que possuíam não desempenhariam esta tarefa por não estarem habituados. A proposta era alugar ou emprestar um cavalo. “Só que fui ao mesmo haras onde comprei o meu cavalo e o proprietário disse que o meu cavalo poderia puxar, bastava treino”, recorda.  E lá partiram Laís e Rodrigo para treinar o Pioneiro, o cavalo da noiva.  O animal desempenhou corretamente a tarefa, sem nenhum atropelo. Uma semana antes do casamento, fizeram um ensaio no local da cerimonia e deu tudo certo.

 multi noiva lais

CARRUAGEM

A mãe de Laís só soube poucos minutos antes da cerimônia que a filha chegaria numa carruagem e sendo puxada pelo cavalo que tanto gosta. “Achamos melhor contar porque ela ficaria assusta ao ver a caminhonete chegar e eu não”, lembra aos risos. Na placa trazida pelos pajens, que chegaram de caminhonete, havia os seguintes dizeres: Lá vem a noiva com o Pioneiro. Os pajens desceram e chegou a carruagem. “Foi espetacular. Uma emoção incrível”, conta Laís lembrando que também teve uma entrada da imagem de Nossa Senhora Aparecida trazida a cavalo. O medo de que o cavalo corresse, empacasse ou tantos outros receios da mãe da noiva, cederam espaço a uma entrada triunfal. “Pioneiro ficou muito manso”, diz Laís.

multi noiva lais

Assim, com carruagem, cavalo e surpresa, Laís e Rodrigo disseram o sim em cerimonia realizada em setembro de 2015. Como sonhadora que foi com este momento, a noiva incentiva a todas que desejam uma entrada diferente, mas aconselha que façam algo que tenha ligação com a história do casal ou de um deles. “Todo o meu casamento foi rustico, bem ao estilo meu e do Rodrigo que também ama cavalo. Participamos de desfiles, romarias. Foi uma cerimonia bem personalizada”, justifica.

MAR POR TESTEMUNHA

Bia e Bruno se casarão em praia na Bahia

Casar na praia, tendo o mar por testemunha e o pôr do sol emoldurando o dia que ficará para sempre na memória. Este sempre foi o sonho de casamento para a publicitária Fabiana Delfino, a Bia, 31 anos. E, agora, só faltam seis meses para que ela realize este desejo que acalenta desde a infância. Bia e Bruno Tozini, 33 anos, se casarão dia 2 de dezembro, tendo as belezas paradisíacas das praias de Trancoso, distrito de Porto Seguro (BA), como cenário.

Bia e Bruno vivem a expectativa de organizar o casamento na praia
Bia e Bruno vivem a expectativa de organizar o casamento na praia

É claro que Bia não planejava casar na Bahia. Afinal, o casal não tem vinculo algum com o distrito baiano. Mas, esta escolha teve como fator primordial as condições climáticas. O principal receio é a chuva! “Sabe aquela amiga que traz chuva sempre que marcamos uma viagem? Muito prazer!”, brinca a noiva.

Como o tempo no litoral paulista tende a ser instável, Bia logo pensou em estudar novos destinos. E, além disso, conta que na Bahia encontrou muitas opções com plano B eficaz, sem a correria de locar tendas, fechar espaços ou não casar. Bia diz que gosta de praia até no frio porque a remete a uma sensação de paz ao ouvir as ondas. “São momentos simples e mágicos que muito além de um cenário, quero que essa energia faça parte de um dia único em nossas vidas!”, justifica.

A publicitária confessa que o desejo de casar na praia sempre partiu dela, pois o administrador de empresa, Bruno, sempre foi muito prático. Sim! Ele tentou convencer a namorada em realizar o casamento em uma chácara, campo ou algo mais perto do ar livre. “Ele sabia desde o comecinho do nosso namoro que era meu sonho desde criança, por isso aos poucos foi se convencendo que algo que falava brincando, era na verdade bem sério!”, comenta. O sonho da publicitária encontrou alicerce no apoio da mãe que sempre a incentivou quando entravam em cena a incerteza e o medo.

No decorrer dos oito anos de namoro Bia e Bruno foram compartilhando informações, fotos, comentários de pessoas e lugares, ou seja, tudo relacionado a casamento na praia. “Ainda era só um sonho e o que me faz muito feliz é sentir o carinho dele com algo tão especial pra mim e que se tornou especial para nós”, observa a publicitária.

Os amigos e familiares do casal farão do casamento o destino de férias, pois estão muito animados com a viagem. No entanto, nem todos poderão viajar. Bia leva numa boa esta questão e relata que não é preciso estar presente para estar perto, pois acredita que todos estarão em oração e mandando muitas energias positivas.

 noiva_Bia4

ORGANIZAÇÃO

A internet encurtou a distância e é o que tem facilitado a organização do casamento. “Os quilômetros a mais são minimizados por FaceTime, Skype, Whats, Instagram e tantas redes sociais que acabam sendo referência e parâmetros para orçamentos, fornecedores, escolhas e prioridades”, elenca Bia. As reuniões presenciais começaram em 2015.

noiva_BiaA publicitária lida muito bem com os contratempos e ficou muito atenta quando foi escolher o local da cerimônia. “Sei que edições de imagens deixam alguns ambientes perfeitos, grandes e deslumbrantes! E por isso a visita técnica presencial é essencial”, pontua.

Os noivos levarão para Bahia alguns prestadores de serviços daqui, como o fotógrafo e a equipe de filmagem. Até mesmo o padre Anderson Daniel Lopes seguirá para Trancoso. O casal está seguimos os padrões das duas Dioceses e fará o sacramento matrimonial na Igreja de São João Batista.

 

Post anterior

Domingo tem Tiririca no Teatro Tupec

Próximo post

Curtas: pichação, sequestro relâmpago e agressão