Home»Destaque na Home»Jovem é preso ao fazer saques do FGTS inativo

Jovem é preso ao fazer saques do FGTS inativo

O acusado foi surpreendido fazendo saques na agência da Caixa Econômica da cidade e caso já começou a ser investigado pela Polícia Federal

2
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Um jovem de 19 anos foi preso no início da tarde de ontem (5) dentro da agência da Caixa Econômica Federal, na Capela, fazendo saques de contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Policiais Militares da ROCAM (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) surpreenderam Pedro Henrique Camargo dos Santos, enquanto ele estava distraído no caixa eletrônico fazendo saques. Na mão, ele segurava folhas com número de PIS (Programa de Integração Social), CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) e senhas.

Os policiais foram acionados pela empresa de monitoramento do banco que já vinha rastreando o jovem desde o mês passado. Ele é suspeito de ter feito saques na agência da Avenida dos Trabalhadores, na de Mogi Mirim e de outros municípios.

estelionatoAo ser preso, o rapaz disse que já havia feito cinco saques, no valor total de R$ 989. Com ele havia também um cartão bancário em nome da mãe dele. No carro dele, um Honda FIT, havia mais documentos. O veículo estava em nome da mãe.

No apartamento em que ele estava morando, no condomínio Moacir Guzoni, os policiais apreenderam o computador. Ele é natural de São Bernardo do Campo/SP. Segundo relato dos policiais, Sales e R. Luís, o jovem disse ter comprado as folhas com dados bancários das contas inativas pela internet. O computador e as folhas foram apreendidos pelos policiais e apresentados na sede da Polícia Federal, em Campinas.

Uma equipe de inteligência do banco também apresentou as imagens em que o jovem é visto em várias agências fazendo saque. Segundo apurado pelos policiais militares, Pedro Henrique tinha a função de sacar o dinheiro e depositar para outras pessoas, integrantes de uma quadrilha. Furtos de dinheiro das contas inativas estão ocorrendo em todo o país, e na região de Campinas essa é a primeira prisão. O caso segue agora em investigação pela Polícia Federal.

preso estelionatoestelionato

 

Post anterior

Erosão atinge margem e SOV intervém

Próximo post

Escadaria da 9 de Abril recebe pintura