Home»Política»Guilherme e Fabinho repudiam Aécio Neves

Guilherme e Fabinho repudiam Aécio Neves

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Repúdio ao senador Aécio Neves (PSDB). Foi esse o tema da Moção feita pelo vereador Guilherme de Sousa Campos, o Guilherme da Farmácia (PSD), e aprovada pelo plenário da Câmara Municipal, no último dia 5, durante a sessão da Casa. “Eu propus essa Moção de Repúdio ao senador Aécio Neves por supostos atos ilícitos praticados no exercício de seu mandato eletivo. Não podemos mais suportar práticas corruptas como estas”, alegou Guilherme.

Em seu discurso na tribuna, Guilherme ainda ressaltou sua indignação em ouvir áudios do senador, nos autos de processos, nos quais Aécio Neves cogita a hipótese de matar pessoas, inclusive, próximas a ele. “Isso é um absurdo. O linguajar que o senador usa em seus áudios. É lamentável”, frisou.

Guilherme também recordou que nas eleições gerais de 2014, Mogi Guaçu deu a Aécio Neves 68,45% dos votos válidos para que o então candidato a presidente da República fosse eleito. “Eu mesmo votei nele para presidente e olha a minha decepção, a dos guaçuanos e a de milhões de brasileiros. Espero que esse cidadão seja de fato punido juntamente com todos os outros políticos que estão envergonhando nosso país com esses atos de corrupção que estamos vendo”, afirmou.

Fabinho
Fabinho

E surpreendendo aos demais vereadores, o tucano Fábio Luduvirge Fileti, o Fabinho (PSDB), foi à tribuna afirmar que também assinou a Moção de Repúdio ao senador Aécio Neves. “Se engana quem acha que eu vim nesta tribuna defender o senador. Não. Eu também fiz questão de assinar essa Moção juntamente com o vereador Guilherme, porque eu não compactuo com mau caráter, com pessoas que perderam totalmente a credibilidade. Aécio Neves envergonha o PSDB”, disse Fabinho.

Para o vereador, o PSDB deverá expulsar Aécio Neves do partido. “Ele se tornou um político impossível de se defender. Tem de ser expulso, sim. Dói cortar na própria carne, mas é isto que precisa ser feito”, observou Fabinho.

A Moção de Repúdio ao senador Aécio Neves será encaminhada ao gabinete dele, em Brasília (PDF), para que o PSDB nacional tome conhecimento. 

Post anterior

Jéferson critica livro do MEC: referência a incesto e pedofilia

Próximo post

Editorial: Competição desleal