Home»Polícia»Curtas: esposa traída bate em garota de programa

Curtas: esposa traída bate em garota de programa

2
Compartilhamentos
Pinterest Google+

 Esposa bate em garota de programa

Guardas civis da ROMU precisaram intervir na briga entre duas mulheres na tarde de sábado (15h30), na Rua Luiz Martini, no Centro. A garota de programa de 33 anos disse que marcou o encontro com um homem e ao chegar ao local estacionou perto do veículo descrito, na cor azul. Foi quando percebeu que a condutora era uma mulher que começou a ofendê-la. Ao tentar sair do local teve o veículo fechado e a mulher colidia em marcha ré jogando seu carro em um caminhão estacionado. A esposa desceu e com taco de baseball começou a quebrar o veículo da garota de programa. Ela também foi atingida na cabeça com o taco e por estilhaços dos vidros que quebraram. Ela foi socorrida pelo Samu e o carro da garota sem condições de tráfego foi guinchado. Na delegacia, a esposa em fúria disse que descobriu a conversa do marido com a garota de programa e pediu para um amigo ligar e marcar o encontro. E que não queria ferir a outra, mas que também foi ofendida tendo o carro atingido. O valor cobrado pelo programa era R$ 200 (+ adicional se o tempo passar). A garota de programa fez B.O. de danos, ameaça e lesão corporal.

 

Aves em cativeiro são apreendidos

Os policiais militares Burguês e Diego desconfiaram de dois homens conversando em um veículo, no Jardim Santa Cecília, na manhã de sábado (13). Eles negociavam a venda de aves da fauna silvestre. Um dos homens, de Sumaré, negou a compra e disse que havia ganhado o pássaro. Duas gaiolas estavam no porta-malas e outra no banco traseiro. O criador dos animais, de 37 anos, foi multado pelos policiais ambientais Luciano e Jacomussi em R$ 4 mil por infração cometida ao vender ou ter em cativeiro espécie da fauna silvestre sem autorização. Os animais não tinham sinais de maus-tratos e não são espécies em extinção. Dos 10 pássaros, entre canário-da-terra e trinca-ferro, apenas quatro tinham autorização do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente). Os demais foram apreendidos e libertados em área de preservação.

 

Adolescentes fogem de clínica e pedem comida no Igaçaba

Dois adolescentes de 16 e 17 anos foram vistos na noite de sexta-feira (12) pedindo comida no Jardim Igaçaba. O Conselho Tutelar foi acionado e descobriu-se que eles vinham de Campinas e caminhavam a pé em direção a São João da Boa Vista. Eles foram encaminhados para um abrigo. Horas depois do resgate, o supervisor de uma clínica de reabilitação para dependentes químicos de Hortolândia fez contato com a Guarda Civil Municipal procurando os rapazes. Eles, então, voltaram para a internação.

Post anterior

Obra em rede de esgoto está na fase de conclusão

Próximo post

Dia do Desafio: Mogi Guaçu irá enfrentar cidade colombiana