Home»Destaque na Home»Casal rouba celular de viciada e acaba preso

Casal rouba celular de viciada e acaba preso

3
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Policiais militares prenderam na madrugada desta terça-feira (6) um casal que roubou o celular de uma usuária de entorpecente. A vítima de roubo, de 32 anos, caminhava em direção à ‘biqueira’ para comprar entorpecente pela Avenida Suécia, quando foi agredida e levou um golpe de estilete na perna para não reagir.

A vítima disse que enquanto caminhava viu o casal e reconheceu a mulher de vista. Ela, então, se aproximou e deu-lhe uma rasteira e foi ainda segurada pelo cabelo recebendo um soco no rosto. A agressão foi para que entregasse o celular. Caso contrário o comparsa a mataria. Nesse momento, o homem se aproximou e com um estilete a golpeou na perna direita.

Com as características do casal e informações coletadas no local, os policiais Henrique e Pires seguiram sentido o bairro Santa Terezinha para onde eles teriam corrido a pé. Segundo relatado pelos policiais, eles chegaram até a residência do casal. Com o portão entreaberto viram os acusados.

Assim que entraram na residência, os policiais encontraram os dois embriagados e sobre a cama o celular da vítima. A tela inicial do celular tinha a foto da vítima.

A acusada Ana Paula Souza da Silva, 19 anos, disse que havia encontrado o celular no chão e sem saber de quem era levou para casa. O amásio Miller Vieira da Silva, 22 anos, alegou que não sabia que a mulher havia achado o celular e negou a agressão. Disseram que estavam o tempo todo em casa, dormindo, quando os policiais chegaram. Ambos são usuários de entorpecente também.

A vítima foi levada para atendimento médico e após três pontos no ferimento foi levada para casa. Na Central de Polícia Judiciária, o delegado Rafael Navarro determinou a prisão em flagrante do casal por roubo com o agravante de ser sido empregada violência e ameaça com emprego de arma com o envolvimento de duas ou mais pessoas.

roubo celular

Post anterior

PM prende jovem com cocaína no Ypê VII

Próximo post

Oito recrutas serão contratados pela GCM