Home»Polícia»Casal é flagrado ‘fumando’ maconha

Casal é flagrado ‘fumando’ maconha

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Policiais Civis da DISE (Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes) estavam em diligências pelo Jardim Santa Terezinha na tarde de quinta-feira (18), quando depararam-se com um grupo de jovens pelo bairro. Um rapaz jogou uma porção de maconha no chão e conseguiu escapar da abordagem. Um casal, um jovem de 18 anos e a namorada adolescentes de 15 anos, fumava um cigarro de maconha.

O rapaz disse que oferece a droga para a namorada ocasionalmente, para consumirem juntos. Na casa dele, os policiais ainda encontraram mais duas porções de maconha (5,7 gramas). Ele alegou que era para consumo próprio.

O delegado Dalton David Ferreira registrou um Termo Circunstancial de Ocorrência por consumo de entorpecente e por oferecer a outros. Os dois foram liberados após interrogatório. A mãe da garota assinou um Termo de Responsabilidade tendo de comparecer com a filha ao Ministério Público e impedir que a mesma tenha contato com pessoas de hábitos viciosos. A adolescente também não pode frequentar estabelecimentos impróprios para a idade, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

 

Prisões

Policiais civis da DISE também cumpriram mandado de busca e apreensão em que o juiz da Vara Criminal determinou a internação de um rapaz na Fundação Casa e a prisão de outro homem por roubo.

Na quinta-feira (18), Adriano Silva de Jesus, 35 anos, estava em casa, no Jardim Canaã II, quando os policiais civis chegaram para prendê-lo. O juiz Paulo Rogério Malvezzi julgou procedente o processo de 2012 em que o réu foi condenado a cumprir pena no regime semiaberto por dois anos e seis meses pelo crime de tráfico.

Já na terça-feira (16), foi feita a prisão de Matheus Loreno Lima, de 19 anos. Em 2015 ele foi acusado de roubo e deverá cumprir seis meses de pena privativa de liberdade. Na ocasião, era menor de 18 anos.

No dia da detenção, ele tinha uma porção de maconha na bolsa. Ele alegou que é usuário de entorpecente há quatro anos e que depois da maioridade não se envolveu mais em ocorrências policiais.

Post anterior

Curtas: briga de vizinhos, marcha azul e tentativa de roubo

Próximo post

Congada mineira é tema de exposição