Home»Destaque na Home»Câmara quer revitalizar Jd. Velho

Câmara quer revitalizar Jd. Velho

O presidente da Casa, Luís Zanco Neto, o Zanco da Farmácia (PTC), falou sobre o assunto na sessão de segunda-feira (12)

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

 Quem passa pela região central de Mogi Guaçu, principalmente próximo à Praça Marechal Cândido Rondon, popularmente conhecida como “Jardim Velho”, já percebeu a presença constante de pessoas em situação de rua frequentando o local. Insegurança, incômodo e medo afastam os consumidores dos comércios que funcionam no entorno e também as famílias que diminuem a frequência nas lanchonetes e fast foods que ficam nas proximidades. Na tentativa de reverter esse cenário e recuperar o “Jardim Velho” – que já foi um dos cartões postais de Mogi Guaçu – a Câmara Municipal está liderando um projeto piloto que pretende revitalizar a Praça Marechal Cândido Rondon.

Por meio do presidente da Casa, Luís Zanco Neto, o Zanco da Farmácia (PTC), o projeto piloto está sendo esboçado num trabalho que alia também as demais Secretarias Municipais, a Acimg (Associação Comercial e Industrial de Mogi Guaçu) e alguns empresários da cidade. “Essa iniciativa da Câmara é uma tentativa de combater o aumento no número de moradores em situação de rua que ficam por ali. Se não agirmos o quanto antes, vamos perder o controle porque vem crescendo muito esse movimento por aquela praça”, observou Zanco.

Zanco
Zanco

Durante a sessão de segunda-feira (12), ele disse que já se reuniu com os secretários de Obras e Viação, da Promoção Social, do Planejamento, da Segurança Municipal, dos Negócios Jurídicos, além de representantes da Acimg e comandantes da Polícia Militar de Mogi Guaçu. “Precisamos do envolvimento e comprometimento de todos, porque, caso contrário, não vamos conseguir nada. É um trabalho que exige união e empenho de todos para chegarmos a um resultado positivo”, afirmou o presidente da Câmara.

O projeto piloto visa revitalizar o “Jardim Velho” com iluminação mais intensa, policiamento ostensivo, elevação das copas das árvores, religação da fonte luminosa e, principalmente, atividades de lazer que atraiam as famílias para o local bem como grupo de amigos. Uma das ideias iniciais é o food truck. “O ‘Jardim Velho’ se tornou um ponto estratégico porque é onde estão acontecendo os tais ‘rolezinhos’. Por isso, vamos começar com essa atuação de revitalizar a região central. É uma ação conjunta que quer atrair a sociedade para aquele local”, reforçou Zanco.

Ele pontuou que há cerca de 10 pontos críticos na cidade semelhantes ao ‘Jardim Velho’ e que o objetivo é ampliar também para estes locais o mesmo projeto que será piloto na região central. “Claro que não é apenas na Praça Cândido Rondon que existe este problema, mas lá torna- se um alvo urgente porque milhares de pessoas passam por ali e sentem de perto a insegurança que há”.

Embora não seja um projeto de lei, Zanco disse que a Câmara está preparada para elaborar a lei que for necessária para viabilizar essa ação de revitalização do ‘Jardim Velho’. “O policiamento ostensivo já vem sendo feito pela Polícia Militar e pela Guarda Civil Municipal, mas queremos concluir a revitalização antes de novembro, quando irá começar a movimentação do fim de ano. O comércio também ganhará com isso”, previu Zanco.

praca candido rondon centro

Post anterior

Equipe Corug/SET vai até Vargem Grande do Sul

Próximo post

“Chego para somar forças”, frisa Luiz Martini