Home»Artigos»Artigo: Valter Abrucez

Artigo: Valter Abrucez

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Em pouco tempo, a região perdeu dois grandes jornalistas. Um, em 11/12/2015, Wilson Gomes, de São João da Boa Vista, e agora, em 12/5/2017, Valter Abrucez, de Mogi Mirim/Mogi Guaçu. No meu livro, “Defensores da Ditadura Militar Estão na Contramão da História”, à página 127, afirmei: “Com a morte do jornalista Wilson Gomes (…) perdi um fraterno amigo e o jornalismo brasileiro um competente profissional”. O mesmo poderia escrever sobre o Abrucez. Ambos foram meus mestres. Eles tiveram uma trajetória jornalística parecida: foram donos de jornal; trabalharam em rádio e na televisão, brilharam em diversos jornais.  Tiveram uma carreira de sucesso!

Em entrevista ao jornalista Paulo Renato Lilli, Valter Abrucez revelou: “Quando eu vim para a Gazeta, trouxe um pouco dessa visão mais profissionalizada de jornal. Organizei o formato, com colunas (sic) e editorial”. Nessa época, ele publicava em todas as edições a minha coluna, onde escrevia os meus artigos, que também eram publicados no O Impacto, de Mogi Mirim. Alguns desses textos constam de meu livro “Golpe de 64 em São João da Boa Vista”, na Parte 2 (Política Nacional), a partir da página 211.  Neste livro consta um agradecimento ao Valter Abrucez por ele ter publicado meus artigos quando era redator da Gazeta Guaçuana.  Era o meu reconhecimento a esse grande jornalista!

Não éramos amigos íntimos. Mas em três artigos que escrevi recentemente (Massacres nos presídios e A corrupção continua: Temer precisa escolher melhor seus auxiliares, ambos de janeiro de 2017 e o terceiro, Celso de Mello brindou Moreira Franco, publicado neste jornal em 21/2/2017) transcrevi frases de seus brilhantes textos, publicados no jornal O Impacto, de Mogi Mirim, que valorizaram – e muito! – tais artigos. A última vez que conversamos foi quando fui levar-lhe o meu segundo livro, com dedicatória, lá na Secretaria de Comunicação. Relembramos fatos históricos. Sem dúvida, foi um emocionante e último encontro…

Oliveira Andrade, narrador da TV Bandeirantes, fez um depoimento sobre o relacionamento dele com o Abrucez, publicado no jornal A Comarca (13/5), de Mogi Mirim: “Nós nos conhecemos em Campinas. O Valter atuava na imprensa escrita, passou pelo rádio e, quando voltei para Campinas para ser repórter da TV Campinas, hoje EPTV, o Valter foi contratado para ser um dos editores. Ali nós estreitamos nosso relacionamento. Depois de dois anos, fui promovido a diretor do departamento de jornalismo e o Valter passou a ser o meu braço direito, meu homem de confiança, eu o coloquei como editor-chefe do jornalismo. Era pau para toda obra. O Valter é um homem de absoluta confiança, ético, nossos laços foram se estreitando muito. (…) Quando comuniquei o Heraldo Pereira [sobre a morte do Abrucez] ele ficou chocado. Aprendeu muito com o Valter, e hoje é um dos homens fortes do jornalismo da Globo. Assim como outros profissionais. Todas essas pessoas são gratas a ele”.

Poderia escrever muito mais sobre Valter Abrucez. Fico nesta simples, mas sincera homenagem. Seu jornalismo, no entanto, ficará como espelho para os meus escritos, que ele tanto prestigiou e mereceu meu agradecimento.  Os jovens jornalistas – e mesmo os mais velhos – terão nele o exemplo a seguir! Deus o acolha em seus braços…

 

Jasson de Oliveira Andrade é jornalista em Mogi Guaçu

Post anterior

Fatec de Mogi Mirim conta com novo laboratório

Próximo post

Equipe Corug/SET participa de duas competições